África

Excursão às pirâmides de Gizé e visita ao Cairo Islâmico

Vkontakte
Pinterest




Terça-feira, 6 de outubro de 2009, feriado nacional no Egito e surpreendentemente as ruas estavam vazias. Depois de três dias no Cairo, vê-lo sem tráfego foi um pouco estranho. Como sempre, perguntamos no hotel quanto custaria um táxi para as pirâmides e eles nos disseram que, se não houvesse tráfego, custaria cerca de 20 L.E. Quando descemos a rua, um motorista de táxi se aproximou de nós e, no final, depois de pechinchar, conseguimos por 25 L.E. Abdul, nosso motorista de táxi, era um comercial. Ele era mais do que um motorista de táxi, ele também era um guia sem título. Ele não apenas o levou aos locais, como também costumava tentar ser contratado por dias e levou as pessoas a visitar todo o Cairo e seus arredores. Ele nos mostrou uma agenda em que havia escrito todos os comentários de seus clientes anteriores e, geralmente, todos estavam muito felizes. É claro que, como ele não era o motorista de táxi típico, ele não fez o que pedimos para ele nos levar para as pirâmides. Em vez disso, ele nos levou diretamente a um dos estábulos na periferia das pirâmides que pertenceriam a seu primo ou amigo e, portanto, assumiram uma comissão. Claro, antes que ele parasse para nos comprar falafeles em uma banca de rua sem qualquer garantia sanitária e também os trouxesse em um papel que era uma fotocópia reutilizada com anotações a lápis. Mas como nasceu bem para agradecer, nós os comemos e, olha onde eles eram super bons.

Nosso motorista de táxi nos compra falafeles.

Voltando ao tema do estábulo, uma das atividades que podem ser realizadas no recinto das pirâmides é visitá-las em um camelo ou cavalo. Isso é algo super turístico, mas geralmente os guias recomendam que você não o descarte, pois o gabinete é tão grande que é realmente uma maneira muito confortável de visitá-los. Todos os locais turísticos têm seus truques para vender um serviço. Geralmente nos estábulos antes de falar sobre dinheiro (isso sempre é feito no final), eles fazem você escolher se você quer um cavalo ou um camelo, dizem para cavalgar, para experimentá-lo, dão uma pequena caminhada e em cima do animal ( eles não o decepcionam, para você não fugir), você começa a negociar o preço. Ok, eles têm seus truques, mas eu tenho os meus. Então eu coloquei na minha cara "que horror, eu não gosto de animais, eles me assustam" (mentira podre) e a cara de "se eu pedisse ao taxista para me levar até a entrada das pirâmides, eu não queria vir aqui »E começamos a negociar.

Atolamento de camelos para entrar no recinto.

E os policiais colocando "ordem" do outro lado da barreira.

No final, depois de negociar muito, pegamos o passeio de duas horas e meia em um camelo, com uma vista panorâmica das pirâmides e depois nos aproximamos para visitar as pirâmides e a esfinge por 250 lE / pessoa, entradas para o recinto incluído. No Lonely Planet, diz que normalmente uma viagem de 2h30 é regulada pelo governo e você não precisa pagar mais de 120 LE, mas isso não ocorre e você acaba pagando muito mais, embora, depois de conversar com as pessoas, fomos informados de que o O preço foi muito bom, assim que o preço foi acordado, fomos à entrada onde os cavalos e camelos entraram. Naquela época, havia um problema com a polícia, porque se vê que havia proprietários de camelos que queriam entrar com os clientes, mas não tinham o cartão-guia ou as licenças e a polícia não os deixou entrar (isso eles olham muito no Egito). O problema é que um congestionamento de camelos, cavalos, guias e guiris na porta do copon. Eles nos fizeram descer do camelo e passamos pela barreira para ficarmos confusos enquanto o guia tentava passar pelos camelos. Nisso, um policial saiu e tirou a camisa, ficando em uma camisa do "império", e foi distribuir anteparas para aqueles que impediam a passagem. E ele pegou um, deu-lhe alguns empurrões e o levou para o quartel. E eu penso: «Não fiques, que nada acontece, se não é tanto». Foi um pouco violento. Enquanto esperávamos, encontramos um americano bastante assustador que dizia: "Eles nos abalaram !!!" Ele pagou 200 L.E. Para uma caminhada mais curta do que a nossa e, mal feita, eu pagara antecipadamente. No final, tudo ficou claro e os poucos turistas que haviam contratado um animal (no máximo 10) puderam desfrutar de nossa excursão.

JAAARRRRRGA! Caminho para as pirâmides

Estávamos carregando dois guias, um a cavalo que parecia um patrão e outro que carregava os camelos. Násser era muito exigente e estava sempre comentando sobre o bastão "bem-vindo ao Alasca" ou "depois disso, você andará como egípcios". Eu realmente recomendo que todos viajem gratuitamente para visitar as pirâmides de camelo. Além do componente Lawrence da Arábia, vale a pena porque você entra pela entrada oposta aos ônibus e dá a possibilidade de apreciar o deserto e as pirâmides com calma e sem multidões, pelo menos a panorâmica. Depois de percorrer o camelo e ver a panorâmica, nos aproximamos para ver a primeira pirâmide, a de Micerinos, a menor com 62 metros de altura. Descemos para ir até lá e voltamos aos camelos para ir à pirâmide de Kefrén, com 136 metros de altura, que naquele dia poderia ser visitada (comprando uma passagem separada), mas como havia uma multidão incrível, passamos de fazê-lo. Após as fotos de rigor, chegamos de camelo à pirâmide de Quéops, impressionante com seus 137 metros de altura (originalmente média de 146 m). Para entrar nessa pirâmide, você também precisa pagar um ingresso separado, mas, como na anterior, havia tantas pessoas lá dentro que não fizemos isso.

Fazendo uma pausa em frente à Pirâmide de Myrtle.

É incrível que quase 4.000 anos atrás alguém pudesse construir as pirâmides, que têm os lados perfeitamente orientados para os quatro pontos cardeais. Isso fez surgir todo tipo de especulação nas últimas décadas. Sem alienígenas, sem escravos. As pirâmides foram construídas por mão de obra especializada que ofereceu seus serviços não ao faraó, mas a Deus. No Egito antigo, os faraós eram considerados deuses e prestar homenagem a isso era uma maneira de ganhar os favores dos deuses. Ainda há incógnitas sobre muitos aspectos do Egito Antigo, mas estou um pouco Scully Penso que a ideia de uma civilização tão desenvolvida é mais provável que possa fazer construções surpreendentes do que pensar que alguém veio do espaço sideral ou que os habitantes da Atlântida foram para lá. E por que não os egípcios? Alguém tinha que ser o primeiro e eles eram.

Voltando às pirâmides, no Quéops foi onde encontramos todas as massas, vendedores ambulantes e motoristas de camelos que ofereciam seus serviços. Depois de ver a impressionante massa de pedra da pirâmide, caminhamos para ver a esfinge e foi um pouco esmagadora para as pessoas de lá. A esfinge é um pouco empoeirada porque foi construída com um tipo de pedra que não resiste tanto à passagem do tempo e uma parte é reconstruída.

A esfinge

Vkontakte
Pinterest